Inbound Marketing x Marketing de Conteúdo

  • 29 de outubro de 2018
No Comments

Inbound Marketing e Marketing de Conteúdo são a mesma coisa?

Tá aí uma uma confusão muito comum para quem resolve mergulhar no marketing digital.

Vou tentar em poucas linhas acabar de vez com essa dúvida de uma forma que você possa explicar isso para qualquer um não importando a idade. Bora?

Primeiro devo avisar que não vou entrar em detalhes sobre o que são e quais as formas de se trabalhar.

Sim este é um artigo para única e exclusivamente acabar com a dúvida levantada. Temos outros conteúdos que exploram mais o assunto (se procurar e não encontrar pode ter certeza que ele está em produção).

Como não sei ficar enrolando vou logo dar a resposta. Eles não são a mesma coisa mas estão intimamente ligados e trabalham para o sucesso do marketing digital.

Gosto de dizer que são como feijão com arroz, queijo com goiabada, café com leite… melhor parar que está me dando fome.

Voltando ao assunto, vou listar em tópicos alguns pontos que identificam cada um.

Inbound Marketing

  • Atração – Abrasileirando a expressão temos “Marketing de atração” em outras palavras ele traz o pessoas até você e não leva você até as pessoas.
  • Conversão – Como a palavra já diz, converte transforma. Neste caso torna as pessoas que foram atraídas em leads (possíveis clientes) e essa transformação acontece quando essas pessoas dão alguma forma a permissão para que você entre em contato com elas. Isso pode ser com um e-mail, número de telefone ou notificações push (igual quando o youtube avisa de um vídeo novo ou o facebook de um novo post).
  • Relacionamento – Essa é uma parte muito importante. Pois é onde você pode aprofundar a identificação, desenvolver credibilidade, gerar confiança, demonstrar valor. É quando se sai do flerte e entra no namoro.
  • Venda – Agora sim chegou a hora, ajoelha, estende os braços, abre a caixinha e manda o famoso “quer comprar meu…”. Na verdade se o relacionamento foi trabalhado direitinho pode ser que o outro lado se antecipe e peça antes. Alguns dizem que é nesta fase que precisamos pensar nos nichos e aprimorar as personas e bla,bla,bla… Para mim é a ponta final de um relacionamento bem construído e essas preocupações devem ser levadas em conta durante todo o processo.
  • Analise – Seja crítico e criterioso, considere os detalhes observe os números veja o que pode ser melhorado. Às vezes podemos até perceber oportunidades muito maiores do que o objetivo inicial que nos moveu até aqui.

 

Bom se você já conhece um pouco de marketing digital percebeu que de uma forma simplificada eu pontuei o que chamam de “Funil de Vendas”. E provavelmente já sacou quem é a cola que une as pessoas a você neste processo, se não sacou não esquenta. Esse “quem” é o marketing de conteúdo.

Pois vamos a ele.

Marketing de Conteúdo

Pode ser trabalhado em vídeo (gosto muito), em áudio (super prático), em texto (eu não tenho muito saco pra ler, até por isso este conteúdo também está nos outros formatos) e no que eu chamo de pílulas de informação (posts de uma frase acompanhados por uma imagem).

A grande sacada aqui é trabalhar um dos gatilhos mais poderosos que existe, a gratidão.

A coisa funciona exatamente assim, você dá algo valioso e simplesmente não pede nada em troca. E não vá pensando que é uma ou duas vezes, são muitas, é quase o tempo todo. Afinal você quer apenas ajudar quem está assistindo, ouvindo e lendo.

Com o tempo vamos inserindo algumas iscas digitais para pegar o que queremos, que é uma forma de contato direta com essas pessoas. E para que? Para melhorar nosso relacionamento e claro induzi-las à um funil de vendas.

Quanto mais valioso o conteúdo dado maior o nível de gratidão e maiores as chances dessas pessoas consumirem algo que você ofereça, seja serviço produto ou outro conteúdo indicado por você. A matemática é simples.

Conclusão

Como eu entendo tudo isso? Inbound Marketing alimentado pelo Marketing de Conteúdo são a base de um Marketing Digital de alta performance. Eles até vivem um sem o outro mas em uma vazia vazia e sem sentido. Acho que viajei muito nas analogias, melhor eu parar por aqui.

O que vocês pensam a respeito? Quais suas experiências com o assunto?  Até a próxima.

Analista de Sistemas por formação. Designer por identificação. Distribuidor de conhecimento por opção. Mais de 15 anos de experiência em agências de publicidade e marketing.

O que tem aqui

Somos uma empresa de marketing com foco em ajudar nossos clientes a alcançar ótimos resultados em várias áreas importantes.

Orçamento gratuito

Oferecemos serviços profissionais de SEO que ajudam os sites a aumentar drasticamente sua pontuação de busca orgânica, a fim de competir pelos mais altos rankings, mesmo quando se trata de palavras-chave altamente competitivas.

Receba no seu email

Quem leu também gostou disso

Ver todos
No Comments

Posts recentes

Deixe um comentário