Dinheiro x Qualidade de Vida

  • 29 de outubro de 2018
No Comments

Pergunte para você mesmo: – O que eu desejo para minha vida?

 

No livro “Trabalhe 4 Horas por Semana” de “Timothy Ferriss” há uma passagem em que se descreve o encontro entre um alto executivo e um pescador mexicano. No diálogo o executivo descobre que o pescador dedica pouco tempo do seu dia à pesca e o restante do tempo gasta com os filhos, esposa, amigos e seus passa-tempos preferidos. Indignado e cheio de si sugere ao pescador passar mais tempo no mar para aumentar seus ganhos, comprar barcos, construir uma grande empresa e por fim se tornar um milionário, isso depois de uns 25 anos de trabalho exaustivo.

O pescador então pergunta o que ele faria depois disso e o executivo diz que ele poderá se mudar para uma pequena vila, pescar um pouco pela manhã, brincar com os filhos, namorar sua esposa, encontrar com os amigos e se divertir. O que na verdade já era o que ele vivia.

O que eu aprendo com isso?

Bem, entendo que preciso responder a pergunta inicial com total honestidade comigo mesmo e claro com uma boa pitada de auto-conhecimento.

O que eu desejo para minha vida?

O pescador já tinha tudo o que desejava e portanto não via a menor necessidade de passar 25 anos de sua vida correndo atrás do rabo e se privando do que já tinha.

O que eu desejo para minha vida? Eu posso dizer que equilíbrio. Dinheiro e qualidade de vida nem sempre andam juntos, mas podem ser grandes amigos.

Muito se perguntam como aumentar a produtividade e acabam dedicando mais e mais horas ao trabalho, sacrificando tempo, relações e a própria saúde por dinheiro. Não estou julgando quem o faz, afinal cada um tem sua resposta para a pergunta do início.

Mas aprendi algumas coisas na minha caminhada e aprendi quebrando a cara várias vezes e hoje tenho as minhas prioridades (não necessariamente nesta ordem):

 

  • COMER BEM – Não quero dizer comer muito, e sim me alimentar de forma equilibrada e saudável. Uma besteirinha vez ou outra cai muito bem. Aqui em casa temos a sexta-feira para isso.

 

  • DORMIR BEM – Mais uma vez não significa dormir muito, pois isto seria no mínimo preguiça. Mas nada substitui uma boa noite de sono. É muito mais produtivo, para mim, parar o trabalho, desacelerar a mente e dormir bem para continuar no dia seguinte. Minha mente não suporta a sobrecarga e me torna mais lento. No final não só produzo pouco nas horas extras como comprometo todo o meu dia seguinte.

 

  • PRATICAR EXERCÍCIOS – Quem nunca ouviu a expressão “Mens sana in corpore sano” (uma mente sã num corpo são). De nada me adianta alimentar a mente e exercitar o saber se meu corpo definha. Me forço a lembrança de que o cérebro também faz parte do corpo e o exercício de pernas e braços ajudam também no funcionamento dele. E não venham com aqueles jogos de futebol domingueiros que acontecem no máximo uma vez por semana pois a fadiga da prática irregular de exercícios físicos é ainda pior do que não fazer nada, para mim é claro.

 

Dinheiro e qualidade de vida não são inimigos nem tão pouco dependentes.

Termino perguntando novamente: – O que eu desejo para minha vida?

Respondam nos comentários com certeza poderemos nos ajudar muito com essas respostas.

Analista de Sistemas por formação. Designer por identificação. Distribuidor de conhecimento por opção. Mais de 15 anos de experiência em agências de publicidade e marketing.

O que tem aqui

Somos uma empresa de marketing com foco em ajudar nossos clientes a alcançar ótimos resultados em várias áreas importantes.

Orçamento gratuito

Oferecemos serviços profissionais de SEO que ajudam os sites a aumentar drasticamente sua pontuação de busca orgânica, a fim de competir pelos mais altos rankings, mesmo quando se trata de palavras-chave altamente competitivas.

Receba no seu email

Quem leu também gostou disso

Ver todos
No Comments

Posts recentes

Deixe um comentário